Leituras do Dia

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Evangelho do Dia


Quinta-feira, dia 23 de Outubro de 2014

Quinta-feira da 29ª semana do Tempo Comum

São João de Capistrano, religioso, +1456

Comentário do dia
Santo Ambrósio : «Eu vim lançar fogo sobre a terra»

Efésios 3,14-21.

Irmãos: É por isso que eu dobro os joelhos diante do Pai,
do qual recebe o nome toda a família, nos céus e na terra:
que Ele vos conceda, de acordo com a riqueza da sua glória, que sejais cheios de força, pelo seu Espírito, para que se robusteça em vós o homem interior;
que Cristo, pela fé, habite nos vossos corações; que estejais enraizados e alicerçados no amor,
para terdes a capacidade de apreender, com todos os santos, qual a largura, o comprimento, a altura e a profundidade...
a capacidade de conhecer o amor de Cristo, que ultrapassa todo o conhecimento, para que sejais repletos, até receberdes toda a plenitude de Deus.
Àquele que pode fazer imensamente mais do que pedimos ou imaginamos, de acordo com o poder que eficazmente exerce em nós,
a Ele a glória, na Igreja e em Cristo Jesus, em todas as gerações, pelos séculos dos séculos! Ámen.


Salmos 33(32),1-2.4-5.11-12.18-19.

Exultai, ó justos, no Senhor;  
louvai-o, rectos de coração.
Louvai o Senhor com a cítara;  
cantai-lhe salmos com a harpa de dez cordas.

As palavras do Senhor são verdadeiras,
as suas obras nascem da fidelidade.
Ele ama a justiça e a rectidão:
a terra está cheia da bondade do Senhor.

O desígnio do Senhor permanece eternamente
e os projectos do seu coração por todas as gerações.
Feliz a nação que tem o Senhor por seu Deus,
o povo que Ele escolheu para sua herança.

Os olhos do Senhor velam pelos seus fiéis,
por aqueles que esperam na sua bondade,
para os libertar da morte
e os manter vivos no tempo da fome.




Lucas 12,49-53.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Eu vim lançar fogo sobre a terra; e como gostaria que ele já se tivesse ateado!
Tenho de receber um baptismo, e que angústias as minhas até que ele se realize!
Julgais que Eu vim estabelecer a paz na Terra? Não, Eu vo-lo digo, mas antes a divisão.
Porque, daqui por diante, estarão cinco divididos numa só casa: três contra dois e dois contra três;
vão dividir-se: o pai contra o filho e o filho contra o pai, a mãe contra a filha e a filha contra a mãe, a sogra contra a nora e a nora contra a sogra.»



Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinhos - www.capuchinhos.org



Comentário do dia:

Santo Ambrósio (c. 340-397), bispo de Milão, doutor da Igreja
Comentário sobre o evangelho de Lucas, 7, 131s; SC 52

«Eu vim lançar fogo sobre a terra»

«Eu vim lançar fogo sobre a terra e como gostaria que ele já se tivesse ateado.» […] O Senhor quer-nos vigilantes, esperando a todo o momento a vinda do Salvador. […] Mas, dado que o proveito é pequeno e o mérito fraco quando é o receio do suplício que impede que nos percamos, e uma vez que o amor tem um valor superior, o próprio Senhor […] ateia o nosso desejo de alcançar a Deus quando diz: «Eu vim lançar fogo sobre a terra.» Não se trata, obviamente, do fogo que destrói, mas do que produz a boa vontade, daquele que torna melhores os vasos de ouro da casa do Senhor ao consumir o feno e a palha (1Cor 3,12ss), devorando toda a ganga do mundo, acumulada pelo gosto dos prazeres terrenos, obra da carne, que deve perecer.


Era o fogo divino que ardia nos ossos dos profetas, como declara Jeremias: «Dentro de mim ardia um fogo devorador, encerrado nos meus ossos» (Jer 20,9). Porque há um fogo do Senhor, do qual se diz: «Há um fogo que o precede» (Sl 96,3). O próprio Senhor é um fogo, diz Ele, «que arde sem consumir» (Ex 3,2). O fogo do Senhor é luz eterna; e nesse fogo se acendem as lâmpadas dos crentes: «Estejam cingidos os vossos rins e acesas as vossas lâmpadas» (Lc 12,35). Como os dias dessa vida ainda são noite, temos necessidade de uma lâmpada. Era o fogo que, segundo o testemunho dos discípulos de Emaús, o próprio Senhor tinha colocado neles: «Não estava o nosso coração a arder cá dentro quando Ele nos falava pelo caminho e nos explicava as escrituras?» (Lc 24,32) Eles ensinam-nos qual é a acção desse fogo, que ilumina o fundo do coração do homem. É por isso que o Senhor virá no fogo (Is 66,15), para consumir o mal no momento da ressurreição, cumulando com a sua presença os desejos de todos e projectando a sua luz sobre os méritos e os mistérios.







Arquivo do blog

Quem sou eu

- Juventude Nova é um estilo de vida. Um novo jeito de ser. - Ser JN significa assumir e testemunhar uma vida nova, renovada por Jesus Cristo.